A terceira guerra mundial

                   

 

         Em 2115 a ameaça nazista volta a assombrar todo o planeta, porém com mais força e brutalidade, grande parte do mundo já está tomada por nazistas, exceto a Inglaterra, os Estados Unidos e a Itália. Esses três países fizeram uma aliança para combater o nazismo, conhecida pelo nome Tríplice Ofensiva. Em 2118 a Terceira Guerra Mundial, inevitavelmente, estava começando.

Foram vários anos de intensas batalhas, até a Tríplice Ofensiva, em 2122, tomar todo o território das Américas, onde estabeleceu uma muralha praticamente impenetrável, assim toda a população antinazista passou a migrar para lá, onde estariam protegidos. Em 2125 as batalhas continuavam e a Tríplice Ofensiva começou a estudar uma espécie de nova arma, um projeto que visava colocar espécies de portões no corpo dos soldados, sendo que cada portão dobrava a força e a velocidade dos soldados, exceto o oitavo e ultimo portão que concedia força e velocidade quase ilimitadas, porém depois de fechar novamente o portão o soldado morreria. Este projeto ficou conhecido por Apocalipse. John era o cientista criador deste projeto, ele contava com uma equipe de nove auxiliares e dinheiro fornecido pelo governo, porém em 2130 o projeto não apresentava grandes mudanças, e John foi convocado pelo Parlamento Ofensivo para uma reunião:

– John, teremos de cortar as verbas do seu projeto – informou-lhe o diretor do parlamento- as batalhas vem se tornando mais frequentes, e nós estamos perdendo feio para os nazistas.

– Isso deve ser brincadeira! – exclamou John – se estamos perdendo é mais um motivo para eu prosseguir com minhas pesquisas.

-Ouça John – disse o chefe do parlamento – você sempre terá meu apoio, mas o nosso economista disse que teremos de escolher entre uma coisa ou outra. E… Bom, temos de nos proteger, não é mesmo?

– Aquele imbecil do Jack não sabe o que diz – teimou John – se vocês cortarem a minha verba não teremos mais esperanças, estamos em desvantagem numérica e territorial. Por falar nisso, Jack não teve coragem de vir e me dizer isso na cara?

– Ele falou que estava com problemas de saúde, mas isso não vem ao caso – continuou o chefe do parlamento – a partir de semana que vem não terá mais ajuda do governo nas suas pesquisas. Desculpe John, fiz o que pude- acrescentou o chefe do parlamento.

John saiu da sede muito irritado, e foi caminhando pelas ruas até a sua casa, porém no meio do caminho ouviu um alvoroço num beco próximo e foi verificar e, chegando lá, John se escondeu atrás de uma lixeira e viu quatro pessoas brancas espancado um negro enquanto gritavam coisas do tipo “escória da Terra”, “monte de lixo”, etc., mas uma frase fez o coração de John dar um pulo, um deles gritou “viva ao nazismo, seu preto inútil”, isso só podia significar uma coisa, os nazistas haviam se infiltrado na muralha.

Depois desse episódio John correu o máximo que pode para casa, chegando lá sentiu uma grande necessidade em terminar seu experimento, tinha uma semana para fazer isso, se é que os nazistas não atacariam antes, então devia evitar contratempos.

Havia passado cinco dias, que mais pareceu um mês para John, quando ele ouve fogos de artifício e umas cem pessoas caminhando, ele vai à janela para verificar, lá ele percebe que todas elas têm uma faixa vermelha no braço, e o coração de John dispara, era o símbolo nazista, ao olhar para o céu ele tem outro susto vários aviões voando em formação, e o que ele achava serem fogos eram bombas distantes, John correu chamou seus auxiliares, e fizeram um último ajuste no experimento, e John falou:

– Há anos estamos desenvolvendo este projeto, e estamos a dois dias de não podermos concluí-lo, então hoje será a nossa ultima tentativa, peço aos senhores e a senhora que peguem uma seringa e injetem o Apocalipse nas suas veias – John pega uma seringa para si e enche com o Apocalipse- todos juntos, quando eu contar três. Um… Dois… E três.

Neste momento os dez injetam o Apocalipse neles mesmos, John sente seu coração parando, até que ele apaga.

Meia hora depois John acorda ouvindo tiros e pessoas gritando, os nove auxiliares o ajudam a levantar, John sente seu corpo estranhamente leve:

– Primeiro portão, o portão da vida abra – grita John tentando ativar o Apocalipse, mas nada acontece – Primeiro portão, o portão da vida abra – grita John novamente, repentinamente ele sente como se seus músculos estivessem crescendo depressa, embora não visse diferença nenhuma, então John pega uma barra de aço puro de cem quilos, e a arremessa na parede como se fosse papel, seus olhos lacrimejaram, ele não podia acreditar, tinha dado certo!

Então John e seus auxiliares abrem até o sétimo portão, pois sabiam que no oitavo morreriam, quando cega no sétimo John sente como se estivesse cego e queria exterminar o que viesse pela frente, os dez correram para a rua e saíram atacando o que viram pela frente, por sorte saíram de frente para o exercito nazista, numa velocidade extraordinária os nazistas haviam sido varridos do território da tríplice ofensiva. Depois de algumas horas John sentiu suas pernas cederem e ele caiu, ao redor dele só havia destruição. Três dias depois John foi chamado ao parlamento e o Apocalipse foi comprado por um preço milionário, e John tido como herói.

Não tardou muito para os nazistas se renderem diante da nova arma da Tríplice Ofensiva, em 2132 o nazismo é exterminado, e o governo assina a sua rendição, então fica estabelecido que qualquer prática nazista seria punida com pena de morte, e o Apocalipse é guardado com as mais sofisticadas medidas de segurança existentes no universo.

 

Autor: Angelo de Barros Jr., 2B.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: