Carta aos Deputados

Senhores Deputados

Venho através desta carta deixar minha opinião e a de várias pessoas quanto a lei da palmada, que está gerando uma enorme polêmica entre autoridades, defensores do ECA, conselheiros etc.

Mais

Anúncios

Uma cintada não dói!

Jurandir, com seus 8 anos, era um garoto muito levado, como todos os outros de sua idade. Tinha vários amigos, por isso mesmo preocupava-se quase só em brincar, fato que era duramente criticado por seu pai – seu Gilmar – que cobrava mais empenho e dedicação do filho para os estudos.

Mais

Senhores Deputados,

 

Fiquei sabendo, por meio de um jornal, a aprovação de um projeto de lei um tanto polêmico, a lei da palmada. Então, venho, por meio desta simples carta, expressar minha opinião sobre o assunto.

Mais

Lei da palmada

Um assunto está ficando cada vez mais polêmico no século XXI: A lei da palmada. “A criança e o adolescente têm o direito de serem educados e cuidados pelos pais […] sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação, ou de qualquer outro pretexto.”

Mais

Aparentemente Amigável

Sou feito de um material altamente liso, que é usado pelos seres humanos em variadas situações, em diversos produtos e objetos. Uns utilizam para a casa, outros para deixar o carro brilhosinho, e as crianças, para colorir. Mas eu, eu não sou mole não,tenho um corpo comprido e rígido, e também amigos que são muito diferentes de mim, com formatos divertidos de estrelas, corações, flores… Uns são magros e altos, outros mais gordinhos e baixos,além da classe
mais alta de nossa sociedade, que são aqueles que liberam fragrâncias deliciosas de lavanda, rosas e canela, por exemplo.

Mais

Palmas

Brasil, século XXI e as propostas educativas que devem receber palmas…

Em torno dos vistos crimes de violência infantil, o Congresso Nacional põe em vigor leis que defendem a integridade e segurança da criança. Mudanças radicais como a lei da “palmadinha” vêm criando polêmicas na camada popular, principalmente por mentes tradicionais que foram educadas de maneira, hoje, banidas.

Mais

Carta aos Deputados

Senhores Deputados,

A lei nº 8.069 passou a vigorar, acrescida de novos artigos. Essa lei proíbe qualquer castigo corporal, tratamento cruel ou degradante contra crianças. Até certo ponto essa lei é muito correta, pois garante a proteção das crianças contra maus tratos. Porém, ela se torna muito radical quando proíbe as “palmadas” usadas pelos pais para discipliná-las.

Mais

Palmadas na Bunda!

Senhores deputados,
O projeto de lei que reforça os artigos em defesa da criança e do adolescente, que recentemente teve sua aprovação na câmara, interfere no processo de educação da criança, já que, por serem pequenas, é difícil fazê-las entenderem o que é certo e o que é errado somente com uma conversa. Não estou defendendo agressões bárbaras, que traumatizam a criança, estou defendendo um método milenar conhecido vulgarmente por “tapa na bunda”, que apesar de marcar o “traseiro”, também marca a educação ética e moral da criança. Este método vem sendo usado por muito tempo, e tem dado certo, até hoje.

Mais

Senhores deputados

 

Senhores deputados,
Tenho visto em noticiários a questão da lei das palmadas. Em relação a isso tenho dois pensamentos, e pergunto-me como vai ser a formação da educação no futuro. Claro, tudo tem um limite, concordo que caso  um indivíduo ultrapasse esse limite, o agressor seja devidamente punido conforme as punições descritas na constituição. Mas tem o outro lado da moeda – como dito acima. Como fica a formação da educação? Punições com castigos corporais ajudam, até certo ponto, na formação de crianças e adolescentes, tem casos em que só o dialogo entre pais e adolescentes não funciona.  Por exemplo: a descoberta de que o filho é usuário de drogas.  A violência física, num primeiro momento, é a primeira “solução” encontrada, e só depois o diálogo vem à tona para saber o motivo do uso de drogas, nesse caso sou a favor do diálogo,  pois a violência não é o método mais eficaz para a conscientização.
Se uma palmada for exclusivamente voltada à formação da educação de crianças e adolescentes sou a favor, porém, reitero, até que não ultrapasse o limite virando agressão.
Ass: Cidadão Brasileiro

 

Autor:Maurício Rostirolla, 3A

Economia Verde

 O novo código florestal é o assunto de maior destaque na mídia, um dos mais polêmicos e causadores de controvérsias.

O Brasil sempre teve um código que visava a preservação do ambiente e, sendo assim, temos uma das maiores áreas verdes preservadas da América Latina. Então porque criar agora uma lei que permita o desmatamento?

Mais

Entradas Mais Antigas Anteriores